ARQ5102 – Introdução prática à Ciberarqueologia: Modelagem 3D e Interatividade em tempo real

Aula 3 (Prática) – Modelagem Parte III – usando imagens de fundo como referência para modelagem; Modelagem Parte IV – diferenças entre high poly e low poly

Modelagem Parte III – usando imagens de fundo como referência para modelagem

» Trabalhando com Referências

Utilizar imagens de fundo como referência, às vezes, torna-se fundamental. Elas servem como guias durante a modelagem, nos auxiliando a ter noção exata de volume e escala. Observe que, no Blender, podemos usar imagens como Reference ou Background.

 

 


» Low Poly vs High Poly

É importantíssimo saber as diferenças entre uma modelagem com alto número de polígonos (high poly) e aquela com baixo número de polígonos (low poly). Em animações e filmes utiliza-se quantidades altas de polígonos (chegando, por vezes, aos milhões), pois cada frame é renderizado antes. Em jogos eletrônicos, quanto menor o número de polígonos, melhor será a performance, pois exigirá menos processamento computacional em tempo real.

 

» Exemplo

Aqui, um exemplo de modelagem low e high em um mesmo objeto (geralmente o fluxo de trabalho segue essa ordem). Apesar de o vídeo utilizar o 3ds Max, a questão conceitual é a mesma para o Blender.


Arquivos de aula

Clique aqui para baixar: Arquivo de aula.


Exercícios de aula

  • Utilizando a imagem de referência como Image Plane, modele dois objetos dentre os abaixo: 1) usando apenas Primitivas e Ferramentas; 2) utilizando NURBS.

 

 

 

<Curso versão 2018>

</Curso versão 2018>

 

 

  • A partir de Primitivas e Ferramentas, modele, utilizando a imagem de referência como Image Plane, um modelo low poly e um modelo high poly da embarcação abaixo.

 


Exercício para entregar

Atenção: Não esqueça de deixar o link do modelo que subiu em seu perfil no Sketchfab aqui nos comentários (ao final da página). A data limite é até o dia anterior à próxima aula.

  • Escolha uma das formas de vaso grego (exceto olpe e pyxis) com alças e modele, utilizando a imagem abaixo como Reference, dois objetos: um low poly e um high poly. Não esqueça de enviar os dois modelos aos professor. Dica: você pode modelar com curvas NURBS e depois converter para polígonos a fim de criar as versões low e high.

 

 

 

 

<Curso versão 2018>

</Curso versão 2018>

 


Powerpoint da aula

Clique aqui para baixar: Download da aula.

 

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

27 thoughts on “Aula 3 (Prática) – Modelagem Parte III – usando imagens de fundo como referência para modelagem; Modelagem Parte IV – diferenças entre high poly e low poly

    1. Oi, Renata!
      Enócoa é um dos modelos mais complicados de se modelar e você conseguiu muito bem! Eu apenas iria sugerir que colocasse mais edge loops de contenção na base do modelo high poly para que fique menos redonda e se assemelhe mais ao low poly nessa parte. Parabéns!
      Alex

      Responder
    1. Oi, Georgete!
      Seus modelos ficaram ótimos, meus parabéns! Sobre eles, não tenho nada a sugerir. (No caso do Sketchfab em si, as suas anotações ficaram trocadas). Continue assim!
      Alex

      Responder
    1. Oi, Paul!
      Seu modelo está muito bom e, de fato, é um grande avanço quando comparado ao exercício anterior: mandou muito bem! Minha sugestão seria, no modelo low-poly, arrumar alguns edge loops para deixá-lo mais “redondo” (ali na parte do pescoço do vaso). Bom trabalho!
      Alex

      Responder
    1. Oi, Matheus!
      Excelente trabalho! No modelo high-poly, as alças estão “vazando’ um pouco para dentro do corpo do vaso: isso pode ser resolvido puxando um pouco pra trás, ou criando edge loops de contenção antes de dar o smooth. Continue assim!
      Alex

      Responder
    1. Oi, Vinicius!
      Estão muito bons seus modelos! No caso das alças, elas seriam “horizontais”, mas, de fato, o perfil da imagem que passei dá a impressão de que eram “em pé”. Parabéns!
      Alex

      Responder
    1. Olá, Thaiane
      Com relação aos modelos, acho que estão muito bons: gostei das alças. Só é necessário ficar atenta ao eixo em que está modelando: pelo visto, vc utilizou a imagem de referência na Top View, aí seus modelos ficaram deitados. O ideal é usar a Front View.
      Bom trabalho!

      Alex

      Responder
    1. Oi, Amanda
      As duas crateras ficaram muito boas. Acredito, porém, que deve ter havido algum problema de sobreposição de vértices quando vc aplicou o modificador mirror: note a base dos seus modelos como está meio “pontudinha”. As alças tbm ficaram boas (e volutas são complicadas de modelar).
      Parabéns!

      Alex

      Responder
    1. Olá, Emerson
      Panatenaicas são formas bem legais de modelar, eu acredito! Seus modelos estão ótimos. A modificação que eu faria seria na boca dos vasos: acredito que exista uma borda a mais, que deixa a boca mais “achatada/quadrada” na espessura. Afora isso, estão ótimos os modelos.
      Continue assim!

      Alex

      Responder
  1. Olá Alex,

    Para o exercício dessa semana eu escolhi a Calyx Krater e remodelei a Ânfora que fizemos em sala. Precisei improvisar as alças da Calyx Krater (utilizei outras imagens que encontrei na internet). https://skfb.ly/6NLss

    Abraços,
    Matheus

    P.s: O add-on que comentei na aula se chama “Extra mesh objects” e está no Blender basta ativar no menu de preferências. Ele adiciona outras primitivas e permite adicionar vértices no modo de edição.

    Responder
    1. Olá, Matheus
      Obrigado pela dica do add-on: vou deixar instalado no meu aqui.
      Os seus modelos ficaram ótimos! Tecnicamente, não tenho nada a acrescentar: só é necessário dar uma atenção aos fundos dos vasos: a parte interna deles não segue até os pés, ela acaba antes, formando uma “concha” mesmo dentro deles.
      Muito bom trabalho!

      Alex

      Responder
    1. Olá, Juliane
      Pelo visto, fazer vasos também é uma terapia pra vc, haja vista a quantidade que modelou! 🙂
      Os modelos estão ótimos e não encontrei falhas na malha. As únicas ressalvas são: 1) A tampa da ânfora não parece ter muita funcionalidade no seu modelo – ela está do mesmo tamanho da abertura da boca do vaso (é necessário que seja do diâmetro dos lábios da boca do vaso, para assentar direitinho; 2) as alças da calyx krater, embora corretas de acordo com o desenho do perfil em que vc se baseou, não são assim na realidade – elas são alças “deitadas” (porém, de acordo com a base que vc utilizou para modelar, repito, estejam corretas).
      Excelente!

      Alex

      Responder
    1. Oi, Ana
      Ótimas panatenaicas, parabéns! Seria necessário deixar a abertura das bocas um pouco maior, para ficarem mais parecidas com as reais. Acredito que você tenha modelado dois objetos, correto? Um para low e outro para high poly, pois estão de tamanhos diferentes. Você poderia ter duplicado um dos objetos e aplicado o modificador de subdivisão nele, assim ganhava tempo: lembre-se que otimizar seu tempo é sempre bom (vc pode gastá-lo com outras coisas, tipo, vendo filmes de robôs na Netflix!).
      Muito bom, continue assim!

      Alex

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *